Morte de Campos é destaque na imprensa dos EUA

A notícia da morte trágica do candidato à Presidência do Brasil, Eduardo Campos, é destaque na imprensa norte-americana nesta quarta-feira, no noticiário das redes de televisão e na internet. "Morre proeminente figura política do Brasil e candidato à Presidência", destaca a CNN em sua página para os Estados Unidos.

ALTAMIRO SILVA JÚNIOR, CORRESPONDENTE, Estadão Conteúdo

13 de agosto de 2014 | 14h13

A rede de televisão CNBC interrompeu sua programação normal para mostrar imagens do acidente com o avião na cidade de Santos. A apresentadora da CNBC destacou que Campos era um candidato socialista e crítico da presidente Dilma Rousseff, por isso, poderia angariar votos dos brasileiros mais à esquerda e descontentes com a atual administração. Em uma análise inicial, a CNBC vê mais possibilidade de Dilma vencer as eleições sem a presença de Campos. A apresentadora destacou que o candidato do PSDB, Aécio Neves, é mais "pró-mercado".

O jornal The Wall Street Journal também destaca a notícia em sua página na internet, citando que o mau tempo provocou a queda da aeronave e que a candidata à vice de Campos, Marina Silva, não estava no avião.

Mais conteúdo sobre:
Eduardo CamposimprensaEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.