Morte de bebês causada por falta de higiene de funcionários

O secretário Municipal de Saúde do Rio, Mauro Marzochi, disse hoje que a falta de higiene de alguns funcionários provocou a morte por infecção generalizada de três bebês, ocorridas entre os dias 3 e 5 de maio, na Maternidade Leila Diniz, em Jacarepaguá (zona oeste). Na ocasião, outras cinco crianças foram contaminadas e sobreviveram. Segundo ele, o caso está sendo investigado pela vigilância epidemiológica, que já chegou a conclusão de que a morte das crianças foi causada por ?falha humana?. Inicialmente, médicos da maternidade levantaram a hipótese de que as mortes teriam sido provocadas por um vazamento de esgoto. Para Marzochi, essa probabilidade está afastada, pois a inundação aconteceu no dia 15 de maio, dez dias depois das mortes dos bebês.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.