Morre Walter Leser, ex-secretário de Saúde de SP

Morreu nesta quinta-feira o médico Walter Sidney Pereira Leser, ex-secretário da Saúde do Estado de São Paulo por duas vezes, nos anos 60 e 70. Na secretaria, ele empreendeu a vacinação de milhões de pessoas contra a varíola e a meningite. A carreira de sanitarista foi criada em sua gestão. Leser formou-se em Medicina pela Universidade de São Paulo (USP) em 1933, aos 24 anos. Sua carreira iniciou-se no Departamento de Química Biológica da Faculdade de Medicina da USP. Em 1936, começou a trabalhar, com Gastão Fleury da Silveira, tornando-se posteriormente sócio do Laboratório Fleury. Nos anos 50, sugeriu a fusão da empresa com um concorrente, formado por jovens colegas. O laboratório passou a chamar-se Centro de Medicina Diagnóstica Fleury. Ainda nos anos 30, conquistou a cátedra de Higiene na Faculdade de Farmácia e Odontologia da USP. Logo depois foi lecionar na Escola Paulista de Medicina (hoje Unifesp), onde trabalhou até alguns anos, como professor do Departamento de Medicina Preventiva, cuja criação foi incentivada por Leser. Em 1967, veio a indicação do professor Jairo Ramos e do jornalista Júlio de Mesquita Neto à Secretaria de Saúde, no governo de Roberto Costa de Abreu Sodré. Voltou ao cargo em 1975. "No governo Sodré, tive a felicidade de ajudar a erradicar a varíola no Estado; na administração Paulo Egydio foi a vez da meningite, quando vacinamos 10 milhões de pessoas em uma semana", disse Leser, em 2002, em entrevista ao Estado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.