Morre Vicente Botta, ex-deputado estadual de São Paulo

O ex-deputado estadual Vicente Botta morreu na manhã desta quarta-feira, 13, aos 88 anos, em São Carlos, na região de Ribeirão Preto. Ele sofria de insuficiência cardíaca e estava internado desde segunda-feira. Botta foi um dos políticos de São Paulo com o maior período de legislatura, de 1953 a 1994, ano em que não se reelegeu. Depois ainda disputou duas eleições: a última em 2002, pelo Prona. O corpo de Botta foi velado na Câmara de São Carlos e sepultado no Cemitério Nossa Senhora do Carmo à tarde. Botta entrou na política nos anos 1940. Foi eleito, pelo antigo PTN, vereador de São Carlos, em 1948. Depois, em 1952, foi eleito deputado estadual, pela mesma legenda, pela primeira vez. Ele passou ainda pelo PTB, do qual foi presidente estadual, Arena, MDB e Prona. Segundo seu filho, Valdir José Botta, de 60 anos, o pai ficou 22 anos na mesa diretora da Assembléia Legislativa (AL), de São Paulo. Botta assumiu a presidência da AL em dois períodos curtos, em 1955 e entre 1976 e 1977, quando era o vice, por renúncias ou cassações dos então titulares. Vicente Botta foi, também, presidente do Ceasa e diretor do Banespa. Como deputado estadual ajudou nas instalações de escolas e empresas em São Carlos. Ele era viúvo desde 1999. Botta deixou três filhos e dez netos.

Agencia Estado,

13 Dezembro 2006 | 18h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.