Reprodução/Instagram Einhart Paz
Reprodução/Instagram Einhart Paz

Morre o publicitário Einhart Paz, vítima de complicações da covid-19

Paz foi publicitário de políticos como FHC, Tasso Jereissati e Ciro Gomes

Redação, O Estado de S.Paulo

14 de abril de 2021 | 13h47

Morreu em São Paulo, nesta madrugada, o publicitário Einhart Jácome da Paz, de 67 anos, que estava internado no Hospital Albert Einstein para tratamento da covid-19. Paz trabalhou nas campanhas políticas do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, eleito pela primeira vez em 1994. Era de Paz a mão espalmada que ficou famosa como slogan da campanha do ex-presidente no primeiro mandato.

Hospitalizado com covid, o publicitário estava feliz, no início da semana, porque havia melhorado e se preparava para ir para o quarto, já que havia alcançado 98% de oxigenação no sangue. Mas sofreu uma hemorragia nesta madrugada e não resistiu.

Paz foi publicitário de políticos como Tasso Jereissati e Ciro Gomes, do Ceará, além do senador Eduardo Braga, do Amazonas, quando foi eleito para o governo do Estado. Atendeu também o ex-governador de Alagoas Teotônio Vilela Filho, e ajudou a eleger José de Filipi Jr, do PT, na Prefeitura de Diadema. Ele também atuou em campanhas em Portugal. Paz deixa três filhos, Clara, Vicente e Marina.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Einhart Paz

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.