Morre o deputado federal Adão Pretto, do PT

Um dos fundadores do MST, parlamentar estava em seu 6º mandato; Câmara suspende votações desta 5ª

Solange Spigliatti, do estadao.com.br, e Rosana de Cassia, da Agência Estado,

05 de fevereiro de 2009 | 10h07

O deputado Adão Pretto (PT-RS) morreu às 7h42 da manhã desta quinta-feira, 5, no Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre, onde estava internado desde o começo de janeiro, segundo informações do hospital. Ele havia sido submetido a uma cirurgia para a retirada do pâncreas na noite de terça e não resistiu. Segundo informações da Agência Câmara, seu estado era grave e ele estava internado no Centro de Terapia Intensiva   O velório será realizado a partir das 9h30 na Assembléia Legislativa, ainda de acordo com a Agência Câmara, e o corpo será sepultado nesta sexta-feira, 6, às 10 horas, no Cemitério Jardim da Paz. A ex-senadora Emília Fernandes (PT) é a primeira suplente da vaga deixada pelo deputado. A Secretaria-Geral da Mesa da Câmara informou que, em razão da morte do deputado, não haverá votações na sessão extraordinária marcada para a manhã desta quinta.   Adão Pretto tinha 63 anos e estava em seu sexto mandato. Agricultor e defensor da reforma agrária, Pretto era deputado federal desde 1991 e ajudou a fundar o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) no Rio Grande do Sul. Filiou-se ao PDT em 1980. Ingressou no PT em 1985, ano em que se elegeu deputado estadual.     Erro   Uma informação errônea levou o senador Paulo Paim (PT-RS) a anunciar, no Plenário do Senado, no fim da tarde de quarta a morte do deputado Adão Pretto. Paim chegou a apresentar voto de pesar pelo falecimento do deputado, mas depois retificou sua informação, informando que os órgãos de Adão Pretto estavam paralisados, mas que ele ainda tinha vida.   Baseados na informação dada por Paim, manifestaram em Plenário seu pesar pelo falecimento do deputado os senadores Arthur Virgílio (PSDB-AM), Marina Silva e José Nery (PSOL-PA).  Informada a tempo do equívoco, a senadora Fátima Cleide (PT-RO) disse então acreditar em um milagre que possibilitasse a recuperação do deputado.   Texto atualizado às 11h37

Tudo o que sabemos sobre:
Adão PrettoPT

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.