Morre Ismar Cardona, assessor do Ministério da Agricultura

Cardona estava internado havia cerca de dois meses, vítima de câncer no pulmão

Fabíola Gomes, da Agência Estado,

20 de julho de 2007 | 18h41

Morreu nesta sexta-feira, 20, em Brasília o jornalista Ismar Cardona Machado, 64 anos, assessor especial do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Cardona estava internado havia cerca de dois meses, em estado de coma, vítima de câncer no pulmão. Seu corpo será levado nesta sexta para o Rio. A nota foi divulgada pelo ministério.   Gaúcho de Passo Fundo, Ismar Cardona se formou pela Escola de Jornalismo da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, em 1964. Especialista em assuntos econômicos, começou a carreira no jornalismo como estagiário do Jornal do Commercio (RJ) e das revistas Manchete e Fatos & Fotos.   Entre as inúmeras funções exercidas ao longo de sua carreira, foi redator do Diário Carioca, repórter da sucursal da Folha de S. Paulo, no Rio de Janeiro; coordenador nacional do Repórter Esso; repórter da revista Veja; editor de economia de O Globo, também no Rio; diretor e proprietário do jornal Indicador Rural (1982-90) e chefe da sucursal de O Globo em Brasília.   Cardona foi editor de Economia, repórter especial e editor de Opinião do jornal Correio Braziliense e diretor de redação das sucursais da Gazeta Mercantil e do site Panorama Brasil, em Brasília. De 1997 a 1998, exerceu a função de assessor de Imprensa do Ministério da Saúde e, de 2003 a 2007, coordenou o setor de Comunicação Social do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.  

Tudo o que sabemos sobre:
Ismar Cardona

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.