Morre 'guia espiritual' de Marina Silva

Sóstenes Apolos era pastor da igreja onde ex-ministra era assídua; ele militou na campanha de 2010

O Estado de S. Paulo,

04 Junho 2013 | 15h49

SÃO PAULO - Morreu nesta segunda-feira, 3, o pastor da Assembleia de Deus Sóstenes Apolos, guia espiritual e militante da última campanha política da ex-ministra Marina Silva. Aos 64 anos, Apolos tratava um câncer considerado raro pelos médicos. Ele presidia uma igreja em Brasília, onde Marina era frequentadora assídua.

A ex-ministra lamentou a morte do pastor nas redes sociais. "Um homem amável, de coração generoso, dedicado à comunidade, deixa grande tristeza e imensa saudade em seus muitos amigos e admiradores. Que Deus console a todos neste momento de luto, especialmente sua esposa, seus três filhos, noras e netos", escreveu em sua página do Facebook.

Apolos se engajou na campanha presidencial de Marina em 2010, atuando exatamente dentro nas igrejas. Ele buscava fortalecer a popularidade da ex-ministra entre o eleitorado evangélico.

Antes de ser evangélica, Marina foi católica. Quando jovem, chegou a estudar para ser freira, mas desistiu. Depois disso passou a frequentar a igreja presidida por Apolos todos os domingos. O pastor deixou a mulher e três filhos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.