Morre general Ivan Mendes, último chefe do extinto SNI

Morreu na manhã de hoje o general da reserva Ivan de Souza Mendes, último chefe do extinto Serviço Nacional de Informações (SNI). Ele tinha 88 anos e foi vítima de uma infecção generalizada. Com dificuldades para respirar, o general foi internado no início da semana na Casa de Saúde Santa Lúcia, em Botafogo, na zona sul do Rio de Janeiro.

ALFREDO JUNQUEIRA, Agencia Estado

18 Fevereiro 2010 | 13h13

Souza Mendes foi nomeado interventor da Prefeitura de Brasília logo após o golpe militar de 31 de março de 1964. Depois, serviu no Gabinete Militar sob ordens do general Ernesto Geisel - com quem seguiu para o gabinete da presidência da Petrobras no início da década de 70.

Promovido a general-de-brigada em 1974, comandou a 8ª Região Militar, em Belém. Ocupou vários postos de chefia e comando até ser nomeado, em março de 1985, ministro-chefe do SNI pelo então presidente José Sarney. Ficou no posto até o fim do governo e a extinção do órgão, em março de 1990. O general Souza Mendes deixa mulher e três filhas. Ele completaria 89 anos na terça-feira. Seu corpo será cremado no sábado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.