Morre em SP, aos 69 anos, o deputado Ricardo Izar

O presidente do Conselho de Ética da Câmara estava internado desde o último dia 28 de março

Solange Spligiatti, Agência Estado

02 de maio de 2008 | 18h22

O deputado Ricardo Izar (PTB-SP), de 69 anos, presidente do Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, morreu na tarde desta sexta-feira, 2, no hospital do Coração, em São Paulo.   O deputado estava internado desde o último dia 28 de março, no Hospital do Coração, onde havia sido submetido a uma cirurgia emergencial para corrigir um aneurisma da aorta. A assessoria do hospital ainda não forneceu as informações sobre o que teria causado a morte do deputado.   O corpo do político será velado na Assembléia Legislativa de São Paulo e enterrado neste sábado (dia 3), às 15 horas, no Cemitério São Paulo. As informações são do Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, do qual Izar era presidente. Como o conselho não tinha vice-presidente, o presidente da Casa, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), terá de convocar novas eleições para a escolha do novo dirigente.   Ricardo Izar, que estava internado no Hospital do Coração (HCor) desde o dia 28 de março, em decorrência de uma cirurgia para correção de aneurisma da aorta ascendente, teve complicações no processo pós-operatório e faleceu na tarde de hoje em decorrência de falência de múltiplos órgãos. As informações são de boletim médico do Hcor.   O parlamentar, que nasceu no dia 28 de julho de 1938, em São Paulo, estava em seu sexto mandato de deputado federal. Como presidente do Conselho de Ética da Câmara, ele foi responsável pela condução do processo que recomendou a cassação de 12 deputados por quebra de decoro parlamentar, no caso que ficou conhecido como o escândalo do mensalão. Izar era graduado e pós-graduado em Direito Penal pela PUC de São Paulo. Ele também foi vereador na cidade de São Paulo e deputado estadual por três vezes. (Elizabeth Lopes e Carina Urbanin)

Tudo o que sabemos sobre:
ricardo izarmorrepolítica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.