Morre em Curitiba o deputado federal Max Rosenmann

Bacharel em Direito, Rosenmann tinha 63 anos e estava no sexto mandado consecutivo como deputado federal

Evandro Fadel, de O Estado de S. Paulo,

25 de outubro de 2008 | 16h40

O deputado federal Max Rosenmann (PMDB-PR), de 63 anos, morreu, às 13h30 deste sábado, 25, no Hospital Santa Cruz, em Curitiba, onde estava internado desde a tarde de segunda-feira. De acordo com o boletim médico, ele "evoluiu com instabilidade hemodinâmica e hipotensão severa". O velório está marcado para 22 horas deste sábado na Assembléia Legislativa do Paraná, com o sepultamento às 16 horas de domingo no Cemitério Israelita Santa Cândida. Ele deixa esposa e três filhos. Na segunda-feira, pouco antes de ser internado, Rosenmann foi vítima de uma hemorragia cerebral. O boletim informa que, devido ao quadro, foi submetido a uma cirurgia neurológica, concluída às 21 horas. No entanto, 12 horas depois, apresentou "nova e maciça hemorragia". Desde então vinha respirando por aparelhos e o quadro já era considerado gravíssimo. Bacharel em Direito, ele estava no sexto mandado consecutivo como deputado federal.

Tudo o que sabemos sobre:
CuritibaMax Rosenmann

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.