Morre a viúva de Tancredo Neves

Risoleta Neves, viúva do presidente-eleito Tancredo Neves, morreu às 8h20 desde domingo, aos 86 anos de idade. A informação foi confirmada por volta das 10h45 pela família. Dona Risoleta estava internada num hospital do Rio de Janeiro havia 58 dias com o mesmo problema que levou seu marido à morte: uma diverticulite, infecção que obstruía os intestinos.O corpo de dona Risoleta será transportado para São João Del Rey (MG), e será velado no solar onde viveu o casal. O sepultamento será no Cemitério São Francisco de Assis, no mesmo túmulo de Tancredo. O horário do enterro está condicionado à chegada do governador mineiro, Aécio Neves, que está na Espanha.A viúva de Tancredo foi internada no dia 25 de julho e não apresentava melhoras significativas. Na semana passada a família admitiu que seu estado vinha se agravando.A mesma doença causou a morte, em 1985, do presidente-eleito Tancredo Neves, que não chegou a assumir o cargo. Ele morreu um mês depois de ter sido internado no Hospital de Base de Brasília e transferido para o Incor, em São Paulo. Sua morte levou à Presidência o vice, José Sarney.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.