Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Sergio Moro pede ao STF autorização para transferir Dirceu para Curitiba

Como o ex-ministro cumpre pena do mensalão em prisão domiciliar em Brasília; sua transferência deve ser autorizada pelo ministro do Supremo responsável por essa execução penal

BEATRIZ BULLA, O Estado de S. Paulo

03 de agosto de 2015 | 14h33

BRASÍLIA - O juiz federal Sérgio Moro, responsável pela condução da Operação Lava Jato no Paraná, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) autorização para transferir o ex-ministro José Dirceu, preso preventivamente nesta manhã em Brasília, para a carceragem da Polícia Federal em Curitiba.

Como Dirceu cumpre pena atualmente em razão da condenação por corrupção ativa no Mensalão, a autorização precisa ser concedida pelo ministro Luís Roberto Barroso, responsável pela execução penal de Dirceu no Supremo. Em ofício encaminhado a Barroso, Moro afirmou que determinou que Dirceu fosse levado provisoriamente à PF em Brasília, mas solicitou a transferência do ex-ministro.

"Como as investigações e processos tramitam em Curitiba, seria importante, contudo, a sua remoção para a carceragem da Polícia Federal em Curitiba. Assim, solicito respeitosamente a Vossa Excelência autorização para transferência do acusado", escreveu Moro.

Dirceu cumpre pena do mensalão em prisão domiciliar desde novembro e foi preso novamente de forma preventiva nesta manhã em decorrência das investigações da Lava Jato, que apura esquema de corrupção na Petrobrás.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.