Robert Leal/TJMG
Robert Leal/TJMG

Moro estreia no Twitter para defender projeto anticrime

Ministro da Justiça justificou a adesão à rede social por ser um 'instrumento poderoso de comunicação'; ministro conseguiu 100 mil seguidores em três horas

Daniel Weterman e Gregory Prudenciano, O Estado de S.Paulo

04 de abril de 2019 | 10h54

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, estreou no Twitter para defender o projeto de lei anticrime encaminhado ao Congresso e outras medidas do governo. “Olá, bom dia, há muitas páginas de apoio e até alguns perfis falsos, mas este Twitter é meu mesmo, Sergio Moro”, diz a primeira mensagem na conta, publicada na manhã desta quinta-feira, 4.

Ele justificou a adesão à rede social por ser um “instrumento poderoso de comunicação”. “Quero explicar aqui o projeto de lei anticrime, além das medidas executivas em andamento do Ministério.”  Em pouco mais de três horas, chegou aos 100 mil seguidores na rede social.

Moro recebeu cumprimentos de boas-vindas à rede social de outros ministros "tuiteiros" como Onyx Lorenzoni (Casa Civil, com 287 mil seguidores), Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia, com 156 mil seguidores) e Tarcísio Freitas (Infraestrutura, com 67 mil seguidores). O presidente Jair Bolsonaro, que é usuário bastante ativo do Twitter e tem 3,89 milhões de seguidores, também comentou um "seja bem-vindo, ministro" em resposta a um dos tuítes de Moro.

O juiz da Lava Jato no Rio de Janeiro, Marcelo Bretas, também um entusiasta da rede social, foi outro que felicitou Moro pelo perfil no Twitter, da mesma forma que a deputada e líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-SP), que disse que a iniciativa do juiz vai na direção de uma "comunicação direta com nosso povo".

Tudo o que sabemos sobre:
Sérgio MoroTwitter

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.