Moraes diz que não deixará relatoria do caso Edmar

O deputado Sérgio Moraes (PTB-RS) recusa-se a deixar o cargo de relator do processo contra Edmar Moreira (sem partido-MG), como quer o presidente do Conselho de Ética, José Carlos Araújo (PR-BA), e a maior parte dos conselheiros. "Não pedi para ser relator e não vou pedir para sair. Eu não saio. Vou fazer meu relatório. Quem quiser vote contra ou faça um relatório alternativo. Vão me substituir porque a imprensa queria uma versão e eu dei outra? Não vou aceitar. Querem fazer um grande acordão. A imprensa vai permitir isso? É uma vergonha", reagiu Sérgio Moraes em entrevista hoje por telefone.

LUCIANA NUNES LEAL, Agencia Estado

08 de maio de 2009 | 15h34

José Carlos Araújo anunciou que pretende formalizar a troca do relator em reunião marcada para a próxima terça-feira. Edmar Moreira é suspeito de se apropriar indevidamente de parte dos recursos da verba indenizatória. Na última quarta-feira, o relator do processo disse que não há elementos para condenar o parlamentar, que ficou conhecido por ser dono de um castelo de R$ 25 milhões na zona da mata mineira, registrado em nome dos dois filhos. Sérgio Moraes causou uma crise no conselho ao declarar que está se "lixando para a opinião pública" ao manifestar que não vai condenar Moreira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.