Momento é de cumprir sentença do STF na Raposa, diz Tarso

Ministro diz que não recebeu ordem do Supremo para adiar prazo para saída dos arrozeiros, que termina hoje

Sandra Hahn, da Agência Estado,

30 de abril de 2009 | 18h09

O ministro da Justiça, Tarso Genro, afirmou nesta quinta-feira, 30, que não recebeu nenhuma ordem de eventual adiamento do prazo para desocupação da reserva Raposa Serra do Sol, em Roraima, e o momento é de execução da sentença. "Não recebi nenhuma ordem do ministro (do Supremo Tribunal Federal) Carlos Ayres Britto", comentou. "Do ponto de vista técnico, eles (não-índios) têm até a meia-noite" para deixar a reserva, lembrou, sobre o prazo fixado pelo STF.

 

Veja Também:

Não-índios têm até meia-noite para deixar Raposa

somOuça o depoimento do repórter Roldão Arruda sobre a situação na reserva

mais imagensVeja galeria de fotos

especialEspecial: A disputa pela Raposa Serra do Sol 

blog Blog: Saiba como foi o julgamento

 

Questionado sobre qual será a postura da Polícia Federal caso haja desobediência à ordem, o ministro respondeu que se os não-índios não saírem da reserva até a meia-noite "serão retirados com cautela, preservando seus direitos". Contudo, ele acrescentou que a maior parte das pessoas está deixando o local. Segundo o presidente do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, Jirair Merguerian, 23 famílias terão de sair da reserva.

 

PT

 

Tarso também comentou a inscrição de três pré-candidatos para disputar a indicação do PT nas eleições para o governo do Rio Grande do Sul. Além do ministro, que registrou sua pré-candidatura no partido no dia 26, o prefeito de São Leopoldo, Ary Vanazzi, e o deputado estadual Adão Villaverde inscrevem hoje seus nomes.

 

Para Tarso, o fato de o PT ter três pré-candidatos não altera o processo de escolha, que prevê uma sequência de encontros municipais, regionais e um estadual, em lugar de prévias. O ministro considerou "natural" que o PT tenha vários nomes, pois também tem visões diferentes internamente. "Meu nome está apenas disponível", afirmou.

 

"Não é um nome de conflito, é de oferta", acrescentou Tarso, após assinar, em Porto Alegre, a adesão de três municípios (Santa Maria, Caxias do Sul e Santa Cruz do Sul) ao Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci). A definição do candidato do PT deve ocorrer em encontro estadual nos dias 18 e 19 de julho.

Tudo o que sabemos sobre:
Raposa Serra do Sol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.