Molon quer manter distribuição de royalties do petróleo

Ele declarou que já vem fazendo essa defesa como deputado e confia que terá mais força ainda como prefeito

Adriana Chiarini, da Agência Estado

22 de agosto de 2008 | 13h12

O deputado Alessandro Molon (PT), segundo participante da série de sabatinas do Grupo Estado, foi enfático em defender a manutenção da distribuição de royalties, para o Estado e para a cidade do Rio de Janeiro, do petróleo que será extraído da camada de pré-sal. "Vou dedicar a minha força para impedir toda e qualquer perda de royalties pela cidade e pelo Estado do Rio de Janeiro", afirmou Molon. Ele declarou que já vem fazendo essa defesa como deputado e confia que terá mais força ainda como prefeito, caso eleito. O vídeo do debate poderá ser visto na TV Estadão (clique aqui).     Veja também: Molon quer reduzir tributos para atrair empresas no Rio Molon chega com atraso à sabatina do 'Grupo Estado' TV Estadão: assista à íntegra da sabatina de Marcelo Crivella  Crivella defende Exército e diz querer mais tropas em favelas Especial: Perfil de Alessandro Molon    O candidato defendeu  o uso da política tributária como instrumento para atrair empresas e gerar empregos. Molon propôs, por exemplo, a redução do Imposto sobre Serviços (ISS) para atrair empresas de Tecnologia de Informação. "O Rio está perdendo empresas de TI devido à tributação equivocada e elevada", disse.   Molon disse também, na sabatina, ter interesse em atrair empresas de telemarketing que teriam deixado a cidade por causa dos altos impostos. O petista defendeu ainda a redução do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) em áreas da cidade que se queira incentivar. E propôs valorizar as vocações da cidade, como turismo, serviços e conhecimento. Para apoiar o turismo, destacou a necessidade de a Prefeitura atuar bem nas áreas de limpeza, segurança e sinalização.

Tudo o que sabemos sobre:
Alessandro Molon

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.