Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Moderados do PT defendem paridade entre ativos e inativos

O presidente da Câmara, João Paulo Cunha, defendeu ontem à noite, durante encontro em sua residência com grande parte da bancada do PT, que integra a ala moderada do partido, a inclusão da paridade (extensão aos inativos dos reajustes concedidos aos servidores na ativa) no parecer do relator, José Pimentel, que também participou da reunião. Durante o encontro, os moderados do PT acertaram que defenderão a manutenção da integralidade e paridade para os atuais servidores, condicionadas à idade mínima (55 anos mulheres e 60 homens) , tempo de contribuição (30 anos para mulher e 35 anos para homem) e de serviço público (25 anos no serviço público e 10 na função). Ainda durante o encontro, Pimentel argumentou que a proposta de integralidade e paridade é vantajosa, tanto para a União quanto para os Estados, nos primeiros 14 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.