Misturar eleição com saúde faz mal, diz Serra

O ministro da Saúde, José Serra, disse nesta sexta-feira, no Recife, que misturar eleição com candidatura e Ministério da Saúde "não dá certo".Indagado se ele se enquadrava no perfil delineado pelo presidente Fernando Henrique Cardoso, que afirmou nesta quinta-feira que faria o seu sucessor, o qual teria a mesma visão de mundo que ele, Serra afirmou que se enquadrava "no perfil de ministro da Saúde".Ele disse estar "afinadíssimo" com o presidente, mas dentro da sua função de ministro, frisando que o que se quer dele é que trabalhe para a saúde."Eleição e candidatura são assuntos para o ano que vem", desconversou.Ele também não comentou a proposta do governador Dante de Oliveira, de realização de prévias dentro do PSDB para a escolha do candidato tucano à Presidência da República.Limitou-se a observar que, se ele estava sendo contabilizado como candidato pelo governador, o estava de forma indevida. "Se ele disse que o partido tinha cinco candidatos contando comigo, então são quatro candidaturas", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.