Missas do papa no Brasil devem reunir 2 milhões de fiéis

As duas missas que o papa Bento XVI fará no Brasil em maio deverão reunir cerca de 2 milhões de pessoas, estimou a secretaria-executiva inaugurada nesta quinta-feira para organizar a visita do pontífice ao Brasil. Bento XVI virá ao País pela primeira vez para a presidir a inauguração da 5ª Conferência Geral dos Bispos da América Latina e Caribe, que acontecerá em Aparecida (SP) a partir de 13 de maio. Na manhã do dia 11 de maio, o papa fará uma missa ao ar livre no Campo de Marte, zona norte da capital paulista, onde são esperadas 1,5 milhão de pessoas. Em Aparecida, no dia 13, haverá outra missa, esta de inauguração da conferência, na pátio do Santuário Nacional de Aparecida, onde devem comparecer entre 500 mil e 600 mil fiéis. Dentro do Santuário, segundo a assessoria de imprensa do local, cabem apenas 46 mil pessoas. Em 1980, quando a basílica ainda estava em processo de acabamento, o papa João Paulo II levou 250 mil pessoas para sua missa. Também no dia 13, Bento XVI participará da primeira sessão da conferência, quando fará um discurso para os cerca de 300 bispos, na parte da tarde. "Esta primeira sessão é muito importante porque no seu discurso ele dará a orientação, algumas pistas e indicadores do que os bispos devem levar em conta nos trabalhos da conferência", disse à Reuters o diretor de comunicação do Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam), padre David Gutiérrez. O discurso acontecerá no auditório do subsolo da basílica, com capacidade para 500 pessoas. O local passa por reformas, com a troca das cadeiras fixas por mesas móveis para que os bispos possam trabalhar com mais mobilidade durante os 18 dias de evento. Na sequência do discurso, o papa segue para Guarulhos, onde embarca de volta para Roma. Sua chegada ao Brasil está marcada para o dia 9 de maio, em São Paulo. O pontífice ficará hospedado no Mosteiro de São Bento, que também passa por reformas para oferecer ao papa um aposento de 38 metros quadrados. Além da missa no Campo de Marte, também está agendado um grande encontro do pontífice com jovens no estádio do Pacaembu. Em Aparecida, onde ele chega na noite do dia 11, Bento 16 ficará hospedado no Seminário de Bom Jesus, também sob reforma. Nas duas cidades, o papa estará com sua comitiva de 30 autoridades, incluindo sua segurança pessoal. Gutiérrez participou nesta manhã de quinta-feira de uma reunião com cerca de 25 pessoas das comissões que organizam a visita do papa. Segundo ele, o encontro serviu para conhecer detalhes das operações. Nesta quinta-feira também foi a estréia do site oficial da viagem, http://www.visitadopapa.org.br. "Estamos vendo que tudo está correndo como o planejado, todas as previsões estão sendo cumpridas", disse, acrescentando que em março haverá outra reunião. "Até os primeiros dias de maio, tudo estará pronto." Bento XVI substituiu o papa João Paulo II em abril de 2005. Durante os 26 anos de seu pontificado, João Paulo II fez outras duas visitas ao Brasil, em 1991 e 1997.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.