Missa em homenagem a Covas reúne tucanos em SP

Autoridades e políticos homenagearam o ex-governador de São Paulo Mario Covas na missa em memória do décimo aniversário de seu falecimento no Mosteiro de São Bento, região central de São Paulo. O ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB) disse que, dez anos depois de sua morte, Covas permanece um exemplo a ser seguido. "É um homem que vive, de alguma maneira, através de seu exemplo para todos nós. É alguém cuja memória nos estimula nessa batalha pelo Brasil, que não para", afirmou.

ANNE WARTH, Agência Estado

12 de março de 2011 | 17h19

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, fez uma homenagem durante a missa e foi convidado a falar sobre Covas, seu padrinho político. "Como o tempo passa, e como passa rápido. Parece que foi ontem, mas sentimos que seu exemplo continua entre nós. Dedicou toda sua vida ao Brasil e não foi uma luta fácil", afirmou. "Fez uma revolução moral e administrativa que continua, para o bem de São Paulo. Nós não temos o direito de decepcioná-lo. Mario Covas está vivo na memória de todos nós."

O secretário estadual de Meio Ambiente, Bruno Covas, neto do ex-governador, disse que o avô dedicou sua vida à causa política. "Para nós, da família, que emprestamos um parente para a vida pública, num País em que se diz que rei morto é rei posto, em que ser político está associado a tudo que é ruim, como mensaleiros e sanguessugas, dez anos depois da morte de Mario Covas as pessoas vieram aqui com carinho, trazer seu abraço, uma palavra, uma mensagem. É algo muito significativo, que mostra que valeu a pena ele ter dedicado sua vida à causa política."

Também compareceram à cerimônia o vice-governador Guilherme Afif Domingos, o senador Alvaro Dias (PSDB-PR), o senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), o secretário estadual da Casa Civil, Sidney Beraldo, o presidente nacional do PPS, deputado Roberto Freire (SP) e o rabino Henry Sobel, entre outras autoridades. A viúva, Lila Covas, de 78 anos, não compareceu à celebração. De acordo com Bruno Covas, ela participará de outra missa, a ser celebrada na terça-feira (15), em Santos, em homenagem ao marido, no Santuário Santo Antonio do Valongo, às 19h.

Mais conteúdo sobre:
Mario CovasmissahomenagemPSDB

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.