Miss Bolívia, a que é alta, branca e fala inglês

As declarações de Miss Bolívia não poderiam ser mais polêmicas:?Eu sou de outro lado do país, do leste, que não é frio, é quente. Nós somos altos, somos brancos e sabemos inglês?, disse Gabriela Oviedo, em uma entrevista em Quito, onde se realiza o concurso de Miss Universo, ao explicar sua origem.Provavelmente, ela não imaginava as reações que iria provocar em seu país. Mas, hoje, praticamente só se falava dela na Bolívia, onde suas declarações foram qualificadas de ?racistas e discriminatórias?.O dirigente da Confederação de Povos Indígenas do Oriente Boliviano, Víctor Camacho, está exigindo desculpas públicas de Gabriela por sua afirmações ?racistas?.Ele afirmou, em uma rádio local, que as palavras da representante da Bolívia ?ofendem e reproduzem a visão de classes sociais que discriminam os indígenas?.?Não se pode expressar com um racismo e um regionalismo tão forte?, assegurou também a vice-ministra da Cultura, María Isabel Alvarez Plata, em uma entrevista à imprensa.?É uma afronta à dignidade nacional?, ajuntou o presidente do Comitê Cívico de La Paz, Jorge Flores, em entrevista a uma emissora.Algumas autoridades e instituições civis chegaram a sugerir que se retire de Gabriela Oviedo a representação para o concurso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.