Miriam chora e faz homenagem a Celso Daniel

Segundo ela, o ex-prefeito de Santo André assumiria o cargo em seu lugar se ainda estivesse vivo

Adriana Fernandes e Fabio Graner, da Agência Estado ,

03 de janeiro de 2011 | 11h51

BRASÍLIA - Chorando, a nova ministra do Planejamento, Miriam Belchior, terminou seu discurso de posse nesta segunda-feira, afirmando que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva "vai continuar nos guiando". "Obrigada, meu sempre presidente Luiz Inácio Lula da Silva", disse. Ela também fez uma homenagem ao seu ex-marido, falecido, Celso Daniel, que segundo ela teria ocupado o cargo que ela está assumindo se ainda estivesse vivo.

Prefeito da cidade paulista de Santo André pelo Partido dos Trabalhadores, Celso Daniel foi assassinado em 2002. "Quero, entre tantas pessoas, lembrar de uma muito querida, que não teve oportunidade de participar do governo Lula, mas cujo legado administrativo e intelectual impregnou cada passo que dei no governo e continuará me influenciando neste próximo período. O cargo que ocuparei a partir de hoje, talvez, teria sido ocupado por ele no governo Lula. Obrigado, Celso Daniel," disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.