Ministros vão ao Congresso pedir mais verba para 2009

Relatório preliminar feito pelo senador Delcídio Amaral (PT-MS) começará a ser apreciado nesta tarde

Agência Brasil

29 de outubro de 2008 | 14h13

No dia em que as comissões do Senado começam a receber emendas ao Projeto de Lei Orçamentária Anual (Ploa) para 2009, três ministros estiveram no Congresso para pedir mais recursos para suas pastas.   O ministro da Cultura, Juca Ferreira, se reuniu com parlamentares para pedir uma emenda no valor de R$ 500 milhões. Também pediu apoio às emendas do próprio Ministério da Cultura e ao projeto que altera a Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet).   O ministro do Esporte, Orlando Silva, em café da manhã com parlamentares e em encontro com o presidente do Senado, Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN), defendeu o aumento do orçamento da pasta de 0,8% para 1%. O reajuste beneficiará projetos como o Segundo Tempo e o Bolsa Atleta.   O ministro da Previdência Social, José Pimentel, esteve na Comissão de Seguridade Social e Família para pedir recursos no orçamento para a implantação da rede de atendimento da Previdência Social. A idéia, segundo ele, é instalar postos da Previdência em todas as cidades acima de 20 mil habitantes. De acordo com Pimentel, cada unidade custará R$ 550 mil e facilitará o atendimento ao cidadão.   O relatório preliminar feito pelo senador Delcídio Amaral (PT-MS) começará a ser apreciado nesta tarde na Comissão Mista de Orçamento.

Tudo o que sabemos sobre:
Orçamento 2009ministrosCongresso

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.