Ministros tucanos comemoram que maioria da bancada votou a favor de Temer

Dos 47 deputados do PSDB, 22 votaram para salvar Temer, 21 foram contra e outros quatro se abstiveram

Renan Truffi, O Estado de S.Paulo

02 Agosto 2017 | 23h39

BRASÍLIA - Exonerados para ajudarem a barrar a denúncia contra o presidente Michel Temer na Câmara dos Deputados, os ministros Bruno Araújo (Cidades) e Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo) comemoram a maioria de votos pró-governo na bancada tucana da Casa. Dos 47 deputados do PSDB, 22 votaram para salvar Temer, 21 foram contra e outros quatro se abstiveram.

"[O resultado] sinalizou um caminho [para o PSDB]. É momento de sentar, conversar. Temos que ter um diálogo interno, mas tendo como ponto de partida uma posição majoritária que se consolidou hoje. É uma posição majoritária, mas a partir agora é dialogar sob o comando de todos os seniores do partido, mas repito dialogando e conversando", enfatizou Araújo.

PLACAR Veja como votaram os deputados

Ao ser solicitado para uma entrevista coletiva no Salão Verde, Araújo aproveitou para provocar o líder do PSDB na Câmara, Ricardo Tripoli (PSDB-SP). "O líder fala [com vocês], não foi ele quem encaminhou o voto contra o parecer?", disse ao se referir à orientação do tucano, que recomendou a bancada a votar favoravelmente ao prosseguimento da denúncia.

Já Imbassahy admitiu o racha na legenda, mas se mostrou otimista quanto ao rumo do PSDB após o resultado. "O PSDB se revelou um partido bem dividido. Agora, o partido tem lideranças fortes do ponto de vista nacional. O partido vai encontrar suas convergências e seu rumo", afirmou. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.