Ministros farão avaliações de suas atuações, diz Genoino

O presidente do PT, José Genoino, afirmou ao sair hoje de madrugada da reunião dos ministros do PT com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que os ministros vão se reunir com seus partidos para fazer uma avaliação do desempenho de suas pastas no governo. Estes ministros discutiram com o presidente Lula o desempenho em suas áreas de atuação. Segundo Genoino, que participou da reunião na Granja do Torto, de 20h30 de ontem até 1h30 de hoje, a reforma ministerial não foi discutida. "Avaliamos cada uma das áreas, pois é importante o PT ter informação da situação de cada ministério e transmitir esta avaliação ao conjunto do Partido das mesmas formas como estão fazendo os partidos aliados", afirmou. Da reunião somente não participou o ministro Tasso Genro, da Educação. "Não discutimos mudanças no governo, assim como o presidente esteve com o PMDB, vai estar com os outros partidos", explicou. Genoino sustentou que na avaliação do governo, os programas sociais estão sendo rigorosamente cumpridos e que o partido pretende fazer um esforço para defender estes programas na sociedade e na base do partido". Ele voltou a explicar que a presença do ministro da Fazenda, Antonio Palocci, na reunião não será fruto de uma convocação, mas sim de uma agenda normal do Partido. "Palocci não foi convocado, mas foi apenas agendada sua presença, já que ele é membro do diretório nacional", sustenta Genoino. Segundo ele, haverá um seminário em que "num dia,o partido discutirá a reforma política e no outro a política econômica. Nas duas vezes em que Palocci esteve presente, foi muito convincente". Genoino assegurou que durante a reunião que varou a madrugada, não houve cobranças e nem pedidos do presidente aos ministros do PT.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.