Ministros explicam no Senado reação do Canadá

O plenário do Senado aprovou hoje a convocação dos ministros das Relações Exteriores, Celso Lafer, e da Agricultura, Marcus Vinícius Pratini de Moraes, para explicar as providências adotadas pelo governo como reação à suspensão da importação de carne brasileira pelo Canadá. A data ainda não foi confirmada, mas ambos os ministros devem ser ouvidos no mesmo dia. Segundo o senador Paulo Hartung (PPS-ES), autor do requerimento de convocação de Lafer, o governo precisa dar explicações aos senadores sobre o que está fazendo para superar o problema. O requerimento de convocação de Pratini de Moraes foi apresentado pelo senador Osmar Dias (PSDB-PR). A intenção dos senadores é instalar a comissão temporária, cuja criação foi aprovada no ano passado, para acompanhar o litígio Brasil-Canadá. Esta comissão foi criada por iniciativa do presidente do PPS, senador Roberto Freire (PE), mas até agora, segundo o próprio Freire, não foi instalada, na prática, por falta de interesse dos senadores. "Como sempre, o Brasil toma medidas quando a porta foi arrombada", afirmou. O deputado Paulo Delgado (PT-MG) pretende solicitar ao presidente do Congresso, Antônio Carlos Magalhães, a suspensão de todas as matérias de interesse do Canadá que estão em tramitação no Legislativo. Segundo o deputado, existem cerca de 10 tratados de acordos bilaterais cuja tramitação poderá ser suspensa até que o Canadá reveja a suspensão das importações de carne brasileira. Delgado informou que iria conversar ainda hoje sobre o assunto com o líder do PT, Aloizio Mercadante, para que a proposta seja feita durante a sessão do Congresso prevista para esta noite. O presidente da Comissão de Relações Exeriores da Câmara Luiz Carlos Hauly, (PSDB-PR), disse também que convocou os integrantes da comissão para discutir na próxima quinta-feira, pela manhã, medidas de retaliação ao Canadá. "Vou propor uma moção de repúdio e medidas de retaliação aos produtos e empresas canadenses", afirmou Hauly. Ele informou que conversou hoje com o ministro Celso Lafer e com o secretário-executivo da Camex, Roberto Gianetti da Fonseca. Ele ressalvou, no entanto, que as medidas que vai propor não foram solicitadas pelo Itamaraty. Também o presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Brasil, deputado Vivaldo Barbosa (PDT-RJ), marcou reunião para amanhã para debater a questão do boicote do Canadá à importação da carne brasileira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.