Ministros exonerados são novamente nomeados

Atos de titulares que atuaram a favor de presidente em votação na Câmara foram publicados em edição extra do 'Diário Oficial da União'

Sandra Manfrini, O Estado de S.Paulo

26 de outubro de 2017 | 15h25

BRASÍLIA - Nove ministros que haviam sido exonerados na semana passada para reassumir o mandato de deputado federal foram nomeados novamente para o cargo, em atos publicados em edição extra do Diário Oficial da União que circula nesta tarde de quinta-feira, 26. Voltam aos cargos os ministros Antônio Imbassahy (Secretaria de Governo); Mendonça Filho (Educação); Bruno Araújo (Cidades); Leonardo Picciani (Esporte); Fernando Coelho Filho (Minas e Energia); José Sarney Filho (Meio Ambiente); Ronaldo Nogueira (Trabalho); Marx Beltrão (Turismo); e Maurício Quintella (Transportes).

Com exceção de Fernando Coelho Filho, todos foram exonerados na sexta-feira, 20, para que, com os mandatos de deputado federal, pudessem participar da votação da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer, reforçando o quórum a favor do presidente.

Fernando Coelho Filho tinha sido exonerado dois dias antes, na segunda, 18. Além de participarem da votação na Câmara, os ministros foram exonerados para que pudessem apresentar emendas individuais ao orçamento de 2018. O prazo para o protocolo das emendas terminou na sexta, 22. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.