Ministro vai se reunir com Lula para decidir sucessão no STF

O ministro Márcio Thomaz Bastos, da Justiça, declarou hoje em São Paulo que vai se reunir na próxima semana com o presidente Lula para decidir sobre a sucessão no Supremo Tribunal Federal, com a aposentadoria do ministro Carlos Velloso. O ministro disse que recentemente entregou a Lula uma "lista informal de onze nomes" para que o presidente fizesse uma apreciação. "A escolha é do presidente", acentuou Thomaz Bastos, que veio a São Paulo acompanhar a cerimônia de posse do novo superintendente regional da Polícia Federal no Estado, delegado Geraldo José de Araújo, ex-adido policial na Embaixada brasileira na Colômbia.Ele negou que o governo está partidarizando o STF. "Ao contrário disso, se olhar as indicações que o presidente fez os currículos são muito competentes, são muito ricos, é gente absolutamente preparada e que não partidarizou o Supremo."Para o ministro, os indicados por Lula para Supremo - quatro ministro até agora - também não colocaram o STF a serviço do Palácio do Planalto. "Se olhar os votos (dos ministros) eles têm sempre uma constante, todos os ministros que indicamos são homens que têm compromisso com as políticas públicas, com a impessoalidade e com a República, esse é o papel do Supremo, é velar pela Constituição."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.