Ministro promete cumprir meta de vacinação contra pólio

O ministro da Saúde, Barjas Negri, abriu hoje a primeira etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite no Rio, prometendo cumprir a meta de vacinar 17 milhões de crianças menores de cinco anos em todo o País. Ele ressaltou a importância de mobilização social para continuar mantendo a doença erradicada no Brasil. "É muito importante que a sociedade continue participando para que nossas metas continuem sendo cumpridas", afirmou. A primeira etapa foi aberta oficialmente na Fundação Oswaldo Cruz, em Manguinhos (zona norte). O ministro vacinou a menina Vitória Emanuele, de 1 ano e 4 meses, filha de um médico. A governadora Benedita da Silva, também presente à cerimônia, deu as gotinhas ao menino Pedro Henrique Meireles, de 3 anos e 4 meses. Benedita contou que defende a campanha porque um de seus filhos já foi vítima da poliomielite. "É muito importante que ninguém fique de fora. Sou uma amante dessa campanha porque minha família já foi vítima dessa doença", disse. Segundo ela, um de seus filhos, hoje com 39 anos, teve pólio aos 8 meses, mas conseguiu se recuperar. "Foi um milagre."EstimativaA Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que a imunização em todo o mundo previna 500 mil casos de pólio. Também conhecida como paralisia infantil, a poliomielite é causada por um vírus (o poliovírus). No Brasil, a doença foi considerada erradicada pela OMS em 1994. O último caso foi registrado no município de Sousa (PB), em 1989.No Rio, a Secretaria Estadual de Saúde espera vacinar 1,2 milhão de crianças. Para isso, o Estado conta com 1,5 milhão de doses da vacina Sabin, que poderão ser tomadas num dos 2.800 postos dos 92 municípios do Rio. Na cidade, foram montados 847 postos, sendo 36 móveis. No País inteiro, são cerca de 130 mil pontos de vacinação.O ministério destinou R$ 22,4 milhões para essa primeira etapa da vacinação contra a pólio - do total R$ 6,9 milhões foram repassados aos Estados para a operacionalização da campanha. Em todo o Brasil, cerca de 510 mil servidores e voluntários foram mobilizados para a vacinação. A segunda etapa da vacinação está marcada para o dia 24 de agosto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.