Ministro não fala em metas para assentar famílias

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rosseto, disse hoje que a meta do governo Luiz Inácio Lula da Silva é assentar, já neste ano, 60 mil famílias de trabalhadores rurais, mas que o governo ainda não tem uma meta de assentamento até o fim do mandato. Segundo Rossetto, além dos sem-terra acampados existentes hoje no País - cerca de 60 mil famílias - há, só no Incra, 700 mil pessoas inscritas para receber um pedaço de terra. Em 1994, quando Lula foi candidato à presidência da República, ele anunciou como uma de suas metas, se eleito, assentar, em quatro anos, 800 mil famílias. Em julho de 98, em comício na sede da Contag, ele elevou esta meta para 1 milhão de famílias e, na campanha de 2002, a princípio, o plano do PT previa assentar 500 mil famílias, mas essa meta acabou sendo retirada do texto do programa. Hoje, em seu discurso, Lula não falou em metas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.