Ministro francês acionou consulado em São Paulo

O ministro da Economia Solidária da França, Guy Hascoët, esteve no Hotel Plaza San Raphael, tentando localizar o paradeiro do ativista francês Jean Bové, que havia deixado o local numa van acompanhado por agentes da Polícia Federal. A mulher de Bové também tentava obter informações do local para onde havia sido levado seu marido. O ministro disse há pouco para um grupo de jornalistas franceses que já acionou o Consulado da França em São Paulo, pedindo ajuda, e também solicitou que a Embaixada da França no Brasil ajude os franceses. Ao deixar o local onde está sendo realizado o Fórum Social Mundial, Bové informou onde estava hospedado na capital gaúcha para facilitar o trabalho da Polícia Federal, que estaria na iminência de lhe entregar uma notificação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.