Dida Sampaio / Estadão
Dida Sampaio / Estadão

Ministro extraordinário, Onyx Lorenzoni deve iniciar trabalhos de transição nesta segunda

Parlamentar que vai ocupar a chefia da Casa Civil do novo governo se reúne em Brasília com integrantes da gestão Michel Temer

Camila Turtelli e Luci Ribeiro, O Estado de S.Paulo

05 Novembro 2018 | 08h34

Nomeado na manhã desta segunda-feira, 5, ministro de Estado extraordinário, o deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS) deve chegar ao Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília, nesta tarde para acompanhar os trabalhos da equipe de transição do presidente eleito, Jair Bolsonaro.

Segundo Lorenzoni, a ideia é fazer um reconhecimento da situação e preparação para chegada de Bolsonaro à Brasília na terça. Lorenzoni já foi escolhido por Bolsonaro para ocupar a chefia da Casa Civil do novo governo. A Coluna do Estadão antecipou a nomeação.

Além dele, o tenente-coronel Marcos Pontes, futuro ministro da Ciência e Tecnologia também deve comparecer ao CCBB nesta tarde. A expectativa é que ainda hoje também sejam nomeadas 22 pessoas dos 50 nomes que poderão integrar a equipe da transição. A nomeação desses 22 nomes foi anunciada semana passada por Lorenzoni.

Os nomes também serão publicados no Diário Oficial da União. O grupo trabalhará com servidores do governo de Michel Temer designados para este período. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.