Ministro dos Transportes leva à Dilma balanço sobre obras do PAC na área

Presidente eleita já se encontrou com Palocci e se reunirá com presidente do PT à noite

Eugênia Lopes, da Agência Estado

16 de novembro de 2010 | 12h12

O ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, deixou há pouco a Granja do Torto, onde se reuniu com a presidente eleita Dilma Rousseff - que deverá passar toda a terça-feira, 16, na Granja do Torto em reuniões do governo de transição. Passos fez um balanço sobre o andamento das obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) na área de transportes (rodovias e ferrovias).

 

"Foi uma reunião para atualizar a presidente sobre o PAC na área dos transportes", resumiu Helena Chagas, coordenadora da equipe de comunicação do governo de transição. Segundo ela, a presidente eleita deverá se reunir nos próximos dias com outros envolvidos com obras do PAC para receber informações setoriais sobre o andamento das obras.

 

Dilma Rousseff deverá permanecer durante todo o dia de hoje na Granja do Torto, onde reside desde ontem. Não há previsão de agenda.

 

Transição

 

O ex-ministro Antonio Palocci deixou a Granja do Torto, residência da presidente eleita, no início da tarde de hoje. Ele deve ir para o Centro Cultural do Banco do Brasil, onde está instalado o governo de transição.

 

Os quatro coordenadores do governo de transição deverão se reunir daqui a pouco no CCBB. A reunião será entre o vice-presidente eleito, Michel Temer (PMDB-SP); o presidente nacional do PT, José Eduardo Dutra; o secretário-geral do PT, José Eduardo Cardozo, além de Palocci.

 

Desde a segunda-feira, quando chegou de Porto Alegre, onde passou o fim de semana e o feriado, Dilma reside na Granja do Torto. Durante a noite, ela se reuniu com o presidente do PT, José Eduardo Dutra, e o deputado José Eduardo Cardozo (PT-SP).

 

Atualizado às 13h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.