Ministro dos Transportes irá à Câmara e ao Senado para dar explicações

Requerimentos de convite a Alfredo Nascimento serão ser votados na quarta-feira nas Casas

Denise Madueño, de O Estado de S.Paulo

05 de julho de 2011 | 17h47

BRASÍLIA - O ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, irá à Câmara e ao Senado na próxima semana para dar explicações sobre as denúncias de suposto esquema de corrupção em sua pasta, que resultou no afastamento de quatro de seus auxiliares pela presidente Dilma Rousseff, no sábado passado. Nascimento estará na Câmara na terça-feira, 12, e no Senado, na quinta-feira, 14, conforme acerto entre ele e os líderes da base. Na quarta-feira, 6, requerimentos de convite ao ministro deverão ser votados por comissões nas Casas.

Líderes aliados na Câmara manifestaram apoio ao ministro durante a reunião da base com a ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti. "O ministro sempre tratou com respeito, com seriedade e com atenção os pleitos do meu Estado", disse o líder do PMDB, deputado Henrique Eduardo Alves (RN). "Não tenho o que reclamar", afirmou. O líder do PTB, deputado Jovair Arantes (GO), também elogiou a atuação de Nascimento. "É um ministro operoso e temos na conta de que faz um trabalho importante na pasta", afirmou Jovair. Na segunda-feira, 4, Nascimento recebeu o apoio das bancadas de deputados e de senadores do PR, seu partido.

Na reunião, a ministra Ideli, em nome da presidente, convidou os líderes para um chá da tarde com Dilma na próxima semana, quando será encerrado o período de trabalho do primeiro semestre legislativo. Ainda será definido se o chá com Dilma ocorrerá na quarta-feira, 13, ou na quinta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.