Ministro dos Transportes deve entrar com queixa-crime contra Cid Gomes

Alfredo Nascimento foi chamado de 'inepto, incompetente e desonesto' pelo governador do Ceará, que pode ser chamado a explicar declarações

Carmen Pompeu, da Agência Estado

10 de maio de 2011 | 18h54

FORTALEZA - O ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, informou nesta terça-feira, 10, em nota divulgada pela sua assessoria, em Brasília, que vai entrar, até esta quarta-feira, 11, com uma queixa-crime junto ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), "a fim de que o governador do Ceará Cid Gomes (PSB) responda pelas acusações que lhe têm imputado indevidamente".

O governador fez novamente nesta terça, em Fortaleza, críticas a Nascimento. "É inepto, incompetente e desonesto. Com esse ministro eu não trato mais", repetiu, pondo a culpa no Ministério dos Transportes pelo estado das rodovias federais que cortam o Ceará.

"Digo ao cidadão do Ceará que os problemas das estradas serão revertidos. Nosso trabalho será retomado em junho", disse Nascimento. "Ao governador, reservo o meu silêncio. Ele que se entenda com a Justiça", completou.

Ainda na nota, o ministro informa que sua última audiência com o governador do Ceará ocorreu no dia 29 de outubro de 2008. "De lá para cá, o governador não fez nenhum pedido de reunião. Também não há registro de telefonemas do governador para Alfredo Nascimento, ou seu antecessor".

Segundo o governador, ele e seus assessores já procuraram Nascimento diversas vezes, sem êxito, para discutir a situação das rodovias no Estado. A manifestação do ministro ocorre após Cid Gomes criticá-lo, no sábado, em Sobral, região norte do Ceará.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.