Ministro dos Transportes admite sair para disputar eleição

O ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, admitiu, em entrevista coletiva, que deve deixar o Ministério em março para concorrer a uma vaga no Senado ou ao governo do Amazonas, em outubro. Nascimento, que deixou a Prefeitura de Manaus em março de 2004 para assumir o Ministério dos Transportes, na cota do Partido Liberal (PL) no governo Lula, disse que ainda não decidiu qual cargo vai concorrer. "O processo é dinâmico", afirmou. O ministro não esconde que tem preferência pela disputa para o governo do seu Estado. "Gostaria de ser governador", admitiu Nascimento. Questionado sobre quem o sucederia no comando dos Transportes, Nascimento disse que cabe ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidir.ConcessãoO ministro reiterou que o edital para a concessão de 8 trechos de rodovias federais deverão ser publicados ainda este mês. O processo de licitação foi destravado em dezembro no Tribunal de Contas da União (TC) e, segundo Nascimento, já está em sua fase final.Ao todo, os oito trechos totalizam cerca de 3.000 quilômetros e incluem a Régis Bittencourt (São Paulo - Curitiba) e a Fernão Dias (São Paulo - Belo Horizonte). De acordo com o ministro, uma vez publicados os editais, o leilão deverá ocorrer 45 a 60 dias depois.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.