Jake Spring/Reuters
Jake Spring/Reuters

Ministro do Turismo cancela ida a reunião com Mourão após encontro com Bolsonaro

Marcelo Álvaro Antônio é suspeito de envolvimento no uso de candidaturas laranja em Minas Gerais, quando era presidente estadual do PSL

Julia Lindner, O Estado de S.Paulo

20 de fevereiro de 2019 | 16h44

BRASÍLIA - Em meio às suspeitas de envolvimento no uso de candidaturas laranja na última eleição, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, desistiu de ir a uma reunião com o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, nesta quarta-feira, 20. O cancelamento ocorreu após Álvaro Antônio ter uma rápida reunião com o presente Jair Bolsonaro, no Palácio do Planalto, por volta das 14h.

Segundo a agenda do presidente, o encontro durou apenas 15 minutos, mas o motivo não foi informado. Questionada sobre o assunto da reunião entre o ministro e Bolsonaro, a assessoria de imprensa do Planalto disse que a Lei de Acesso à Informação determina que a pauta pode ser informada em até 48 horas.

A assessoria de imprensa do Ministério do Turismo não soube informar o motivo do ministro não ter comparecido ao encontro com Mourão. Na agenda do vice, constava a presença do Deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG); Vilmar de Melo Barcelos, Prefeito de Brumadinho (MG); Duarte Eustáquio Júnior, Prefeito de Mariana (MG); e do ministro do Turismo. O encontro começaria às 16h. Os três outros convidados estão presentes. Segundo o ministério do Turismo, o ministro enviará um representante.

Nesta quarta, o jornal Folha de S. Paulo mostrou mensagens apresentadas pela aposentada Cleuzenir Barbosa, ex-candidata do PSL em Minas Gerais, e um assessor do ministro do Turismo, mostrando cobrança de devolução da verba pública de campanha, que deveria ser depositada a outra empresa ligada a um dos assessores do político. Álvaro Antônio era presidente do diretório estadual do PSL no Estado na época. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.