Ministro do TSE questiona pena de inelegibilidade

O ministro Marcelo Ribeiro, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), questiona a possibilidade de a Lei Ficha Limpa elevar a pena de inelegibilidade de 3 para 8 anos para os políticos que já foram condenados definitivamente pela Justiça por abuso de poder político ou econômico. "Você não pode chegar para o cidadão e dizer que já transitou em julgado, mas que agora não é mais 3 (anos de inelegibilidade), mas 8", afirmou ao Estado. "A discussão vai para o Supremo. As matérias são constitucionais."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.