Ministro do TSE pede cassação do governador de SC

Luiz Henrique da Silveira é acusado de abuso do poder econômico durante a campanha eleitoral em 2006

Agencia Estado

10 de agosto de 2007 | 09h32

O ministro José Delgado,  do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), recomendou na última quinta-feira, 9, a cassação do governador de Santa Catarina, Luiz Henrique da Silveira (PMDB). Delgado é relator do processo que o acusa de abuso do poder econômico durante a campanha eleitoral. Em 2006, Silveira foi reeleito e teria se beneficiado de propaganda institucional. O julgamento do recurso contra a diplomação teve início na última quinta-feira, mas acabou sendo suspenso temporariamente após pedido de vista do ministro Ari Pargendler. O recurso, proposto pela coligação adversária Salve Santa Catarina (PP, PMN, PV e PRONA), que representa o candidato derrotado Esperidião Amin (PP), acusa o governador de uso indevido dos meios de comunicação social, propaganda ilegal do governo em jornais de todo o Estado e emissoras de rádio e TV, com despesas pagas pelos cofres públicos, e objetivo de promoção pessoal.      Embora afastado do cargo, a coligação afirmou que Luiz Henrique contou com o apoio de seu sucessor, Eduardo Pinho, vice que assumiu seu lugar e apoiou a reeleição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.