Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Ministro do Trabalho leva torta na cara

O ministro do Trabalho, Ricardo Berzoini, levou uma torta na cara nesta quarta-feira em evento na Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), em Fortaleza. Quando o ministro entrou no auditório onde participaria da solenidade de posse do Conselho Consultivo do Consórcio da Juventude, um grupo ligado à União das Mulheres Cearenses e ao movimento Crítica Radical abriu duas faixas e começou a gritar palavras de ordem contra o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.Berzoini acenou para o grupo e sentou. De repente, uma mulher chegou ao lado dele e arremessou a torta, atingindo em cheio o rosto. O ministro foi retirado às pressas do auditório e o evento foi suspenso por alguns minutos. Mais tarde o ministro voltou à solenidade e demonstrou bom humor. Ninguém deu informações sobre a mulher. Não se sabe ainda se ela fugiu ou se foi detida pelos seguranças do ministro. O grupo de manifestantes é o mesmo que xingou o então ministro da Segurança Alimentar, José Graziano, quando ele esteve, ano passado, em Fortaleza. É integrado entre outras pessoas pela ex-prefeita de Fortaleza, Maria Luiza Fontelene, que já foi do PT.Antes de ir para Fiec, Berzoini participou da inauguração do Centro Social da Juventude, que visa a qualificação profissinal de jovens para o mercado de trabalho. Nesse evento, ele teve a face pintada com uma flexa vermelha por índios que faziam apresentação no local. Perguntado por uma repórter se estava pintado para guerra, ele respondeu: "Não. Estou pintado para a paz".Em entrevista, disse que o governo não irá promover a "flexibilização" e sim a "modernização" das leis trabalhistas. Ele não informou quando a reforma será enviada ao Congresso, mas disse apenas que o governo não apresentará uma proposta dele, "mas que quer construir com sindicatos, trabalhadores e as entidades empresariais" as propostas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.