Ministro do Supremo arquiva interpelação do PT contra Tasso

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Eros Grau, confirmou que arquivou a interpelação movida pelo PT e pelo tesoureiro do partido, Delúbio Soares de Castro, contra o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE). O PT e Delúbio queriam que Tasso explicasse a declaração que deu de que o projeto da Parceria Público Privada "do jeito que está é roubalheira para o Delúbio deitar e rolar". Eros Grau explicou que depois de obter as explicações de Tasso, o PT e Delúbio decidiriam se ajuizariam ação penal contra o senador no Supremo, que é o tribunal responsável por julgar processos contra parlamentares. O ministro, no entanto, disse que decidiu arquivar a interpelação, porque considera que o senador estava protegido pela imunidade parlamentar, com liberdade para dizer o que quiser. Por esse motivo, Eros Grau disse que não adiantava requisitar as explicações ao parlamentar porque uma eventual ação penal não teria conclusão, já que o parlamentar tem imunidade de palavras e opiniões. Eros Grau foi indicado em maio passado para o cargo pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e tomou posse em junho no STF.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.