Ministro do STJ prega julgamentos em bloco

O vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Francisco Peçanha Martins, defendeu os julgamentos em bloco para agilizar o trâmite da Justiça. O ministro explicou que um relator verifica se os processos se identificam e julga os casos que se assemelham. O STJ pôs em prática o julgamento em bloco na análise de processos referentes aos pedidos de correção dos saldos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) relativos aos Planos Verão e Collor. Desde 2000, o tribunal recebeu mais de 300 mil ações sobre a questão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.