Ministro do STF manda soltar Braz, braço direito de Dantas

Ex-presidente da BrT foi preso pela polícia sob suspeita de tentativa de pagamento de suborno a delegado

Mariângela Gallucci, de O Estado de S.Paulo

12 de agosto de 2008 | 18h43

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Eros Grau concedeu liminar determinando a libertação do ex-presidente da Brasil Telecom  Humberto Braz , preso pela Polícia Federal sob suspeita de tentativa de pagamento de suborno a um delegado da Polícia Federal.  Veja Também: Entenda como funcionava o esquema criminoso As prisões de Daniel Dantas Braz, ex-assessor do sócio-fundador do Banco Opportunity Daniel Dantas, foi preso pela PF durante a Operação Satiagraha, que investigou denúncias de formação de quadrilha, corrupção e lavagem de dinheiro. Braz está na Penitenciária de Tremembé, no interior de São Paulo, sob acusação de ter praticado crime de corrupção ativa. Ele teria oferecido mais de R$ 1 milhão a um delegado da PF para que Daniel Dantas fosse excluído das investigações da Satiagraha. Foi Dantas que indicou Braz para o cargo na Brasil Telecom. Ainda não foram divulgados detalhes da decisão de Grau que permite a libertação de Braz.

Tudo o que sabemos sobre:
Operação Satiagraha

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.