Ministro defende Plano Nacional de Turismo

O ministro do Turismo, Walfrido dos Mares Guia, conclamou os secretários estaduais de Turismo a intensificarem as ações para o cumprimento das metas do Plano Nacional de Turismo (PNT), que prevê atingir US$ 10 bilhões com a entrada de divisas no País em 2010. "Não é demais. É preciso trabalhar com foco, alinhar esforços, descentralizar ações e desdobrar as metas nos estados. Turismo é negócio", afirmou o ministro no início da noite de quarta-feira, durante reunião do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo (Fornatur), realizada em Brasília.O plano, elaborado para o período 2007 - 2010, reúne uma série de metas relacionadas a oito temas que envolvem desde planejamento e gestão, fomento, qualificação até logística de transportes, marketing e comercialização à atividade turística. Para o ministro, o momento é "espetacular" para amplificar as ações que dinamizem o setor do turismo no Brasil. Ele lembrou que 2006 registrou receita cambial recorde com a entrada de divisas referente à vinda de estrangeiros ao Brasil. Foram cerca de US$ 4,3 bilhões, que supera em 11,7% os US$ 3,86 bilhões registrados em 2005. Em janeiro deste ano, outro resultado expressivo.Foram US$ 484 milhões, 20,3% superior ao volume registrado no mesmo período do ano anterior, US$ 402 milhões. Foi o melhor mês da história do turismo em gastos estrangeiros. "Neste ano, estamos caminhando para atingir US$ 5 bilhões em divisas", afirmou Mares Guia.O turismo, na opinião do ministro, poderá se tornar, em curto prazo, um dos principais itens da pauta das exportações brasileiras, dominada por setores como produtos metalúrgicos, petróleo e derivados, minerais metalúrgicos e complexo soja. Para isso, ele destacou a necessidade do trabalho em parceria, especialmente dos estados com o governo federal e o Congresso Nacional, onde se discutem os temas e as políticas necessárias à sua implementação. Outro fator que ele apontou foi a capacidade de geração de empregos do setor. Entre 2003 e 2006, foram gerados 878 mil postos de trabalho. Para este ano, a meta é alcançar 1,2 milhão de empregos.Mares Guia fez um balanço das ações desenvolvidas pelo ministério desde sua criação em 2003. Ele disse que a importância dada pelo governo ao setor pode ser percebida no volume de recursos. Em 2003, o orçamento da pasta era pouco mais de R$ 100 milhões. Para este ano, a previsão é de R$ 1,8 bilhão. Desse total, R$ 1,45 bilhão se referem às emendas parlamentares. O restante é proveniente do Orçamento Geral da União. "Não falta dinheiro", ressaltou ele aos secretários que integram o Fornatur, que elegeu a nova diretoria para o mandato de um ano, prorrogável por mais um. O novo presidente do fórum é Bismark Maia, secretário estadual de Turismo do Ceará. Ele assume no lugar de Marcelo Sáfadi, de Goiás.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.