Ministro da Saúde tira férias para fazer campanha no Recife

O ministro da Saúde, Humberto Costa, entra de férias segunda-feira para assumir uma outra atividade: participar da campanha municipal de Recife. "Vou lá dar uma ajuda", disse hoje o ministro, que só retoma as atividades em Brasília dia 5. A participação de Costa nas eleições municipais, no entanto, não se resume a essa reta final. Há mais de um mês, o ministro enfrenta uma rotina em que não faltam viagens e inaugurações. Ao longo da semana, ele permanece, em média, apenas dois dias em seu gabinete. A rotina adotada por Costa atende ao pedido feito pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, já no início do ano: reservar um bom número de inaugurações para o período próximo das eleições. O ministro reconhece que a visita de Lula ao Recife, no domingo, ajudou em muito o candidato do PT à reeleição, João Paulo. "Era uma visita administrativa. Mas teve repercussão eleitoral", avaliou o ministro, que já foi secretário de saúde e deputado federal eleito por Pernambuco. Costa taxou de "apócrifas" as denúncias de que o PT tentaria um acordo com o PTB para o apoio de candidatos às eleições municipais. "Não tem quem assuma as acusações", afirmou. "O PT nunca se envolveu num acordo financeiro. Além disso, tal acordo seria totalmente descabido. Não temos dinheiro nem para a nossa campanha. Como, então, iríamos financiar campanhas de candidatos de outros partidos?"

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.