Ministro da Justiça tentará resolver a crise com o Judiciário

O presidente Fernando Henrique Cardoso determinou ao ministro da Justiça, Aloysio Nunes Ferreira, que passe a atuar como intermediador entre o Executivo e Judiciário, com o objetivo de tentar resolver a crise entre os dois poderes. A crise foi iniciada com a decisão do governo de não cumprir a sentença judicial que garantia o pagamento dos salários dos professores em greve.Na sexta-feira, o ministro da Justiça e o presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministro Paulo Costa Leite, deverão ter um encontro para discutir uma saída para a crise. O encontro foi combinado em uma conversa telefônica que os dois tiveram hoje.Aloysio telefonou a Costa Leite, mas ele não atendeu porque estava em audiência com o presidente do PT, José Dirceu, e o líder do partido na Câmara, Walter Pinheiro. Posteriormente, o presidente do STJ retornou a ligação ao ministro que o informou da intenção em visitá-lo amanhã. Como Costa Leite não estará em Brasília nesta quinta-feira, os dois acertaram um encontro na sexta-feira, no prédio do STJ.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.