Ministro da CGU diz que pedido de aposentadoria foi feito em agosto

A aposentadoria dele ocorre em meio às sinalizações de que a presidente Dilma Rouseff deve tirar da CGU o status de ministério e dividir as funções do órgão para outras pastas

Erich Decat, O Estado de S. Paulo

30 de setembro de 2015 | 16h36

Brasília - O ministro da Controladoria Geral da União (CGU), Valdir Simão, afirmou nesta quarta-feira, 30, por meio da assessoria, que o pedido de aposentadoria voluntária, concedido no dia de hoje, foi realizado na segunda quinzena do último mês de agosto. 

A passagem de Simão para a "inatividade remunerada" foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial da União. O ministro é ocupante do cargo de Auditor Fiscal da Receita Federal, do quadro permanente de pessoal do Ministério da Fazenda no Estado de São Paulo.

A aposentadoria dele ocorre em meio às sinalizações de que a presidente Dilma Rouseff deve tirar da CGU o status de ministério e dividir as funções do órgão para outras pastas. A CGU é responsável pelo combate à corrupção no Executivo. 

Por meio da assessoria, Valdir Simão também disse acreditar na escolha da presidente Dilma e que tem confiança de que a CGU mantenha o status de ministério. 

Tudo o que sabemos sobre:
CGUreforma ministerialValdir Simão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.