Ministro critica esquerda por aprovação do novo IRPF

O ministro da Justiça, Aloysio Nunes Ferreira, disse que se o presidente Fernando Henrique Cardoso resolver sancionar o projeto que corrige a tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física em 17,5%, o governo terá que fazer cortes de despesas. "Ninguém faz mágica. A esquerda brasileira quer que menos pessoas paguem imposto de renda. É o mundo ao contrário", afirmou o ministro. Segundo ele, com o projeto aprovado pelo Senado, a taxa de isenção fica o dobro da renda per capita do Brasil. "Evidentemente é uma distorção. O que o governo tinha era um projeto que ia fazer com que as pessoas que ganhassem mais pagassem um pouco mais", explicou. "É o povo da esquerda batendo bumbo", acrescentou o ministro, ressaltando que a aprovação no Senado foi apoiada "por partidos que se dizem de esquerda".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.