Ministro critica concentração da internet pelos EUA

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, repete nesta quarta-feira, 14, na Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara dos Deputados as afirmações que tem dado a respeito das denúncias de espionagem de dados de cidadão brasileiros por agências de inteligência dos Estados Unidos.

EDUARDO RODRIGUES, Agência Estado

14 de agosto de 2013 | 10h45

O ministro voltou a criticar a concentração da regulação da internet por autoridades americanas e da infraestrutura da rede mundial nas mãos de empresas sediadas nos Estados Unidos. Ele destacou novamente que a Telebras irá lançar um novo satélite de comunicações e a intenção da construção de novos cabos submarinos para diminuir a dependência brasileira dos sistemas que passam necessariamente pelo território norte-americano.

Os ministros da Defesa e das Relações Exteriores, Celso Amorim e Antônio Patriota, que também foram convidados para a audiência pública, não compareceram.

Tudo o que sabemos sobre:
espionagemEUAPaulo Bernardo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.